quinta-feira, 23 de junho de 2011

Ouvir é melhor que falar...


COMUNICAÇÃO 
Sem dúvida, um dos principais problemas da atualidade é a falta de comunicação no casamento 

CURIOSIDADES 
"Uma pesquisa da Associação de Serviços Familiares da América mostra que 35% dos casais sofrem com conflitos sobre os filhos, sexo, dinheiro, lazer, parente e infidelidade. Já em torno de 16% dos casais sofrem com administração da casa e abuso físico. Mas acima de todos esses, com 86%, casais sofrem com a DIFICULDADE DE COMUNICAÇÃO” Alegações para o divórcio, segundo pesquisa de Florence Kaslowe LitaSchwartz.  
Antes da década de 70 - infidelidade, dificuldades financeiras, problemas com a família do cônjuge, violência doméstica, negligência do lar... 
A partir da década de 80 - falta de entrosamento e falta de comunicação com o parceiro. 
Comunicação = ato ou efeito de comunicar-se, processo de emissão, transmissão e recepção de mensagens por meio de métodos e ou sistemas convencionados. A mensagem recebida por esses meios. A capacidade de trocar ou discutir ideias, de dialogar com vista ao bom entendimento entre pessoas. 
Comunicar = Tornar comum; fazer saber. Ligar, unir. Transmitir. Estabeler entendimento, convívio. Manter entendimento. 
(Dicionário Aurélio)  
A Comunicação é entendida como a transmissão de estímulos e respostas provocada, através de um sistema completo ou parcialmente compartilhada. É todo o processo de transmissão e de troca de mensagens entre seres Humanos. 
Tipos de comunicação interpessoal 
Agressiva: ignora os direitos e a dignidade do outro. Afirmações agressivas jogam o outro para baixo embaraçam e humilham. 
Assertiva: expressa as próprias necessidades e desejos de maneira aceitável ao outro. Pode manifestar opiniões desagradáveis, mas o faz de maneira não ameaçadora. Reconhece que o outro tem força, recursos e diferentes percepções diante de uma situação. 
A comunicação assertiva geralmente esclarece propósitos e evita as armadilhas comuns na comunicação, geradoras de ressentimentos, mágoas e defensividade. 
Colossenses 4.6 
A vossa palavra seja sempre agradável, temperada com sal, para que saibais como vos convém responder a cada um.  
Passiva: Não assertividade. Abre mão das responsabilidades e dos direitos. Praticamente convida o outro a desrespeitar ou obter vantagens sobre si. Para evitar possíveis conflitos, anula sua própria opinião, buscando sempre o que será agradável ao outro, geralmente tem dificuldade em responder um questionamento, busca sinais de aprovação do outro em suas respostas. 
CANAIS DE COMUNICAÇÃO 
Comunicação verbal: escrever, ler, falar e ouvir. 
Comunicação não verbal: pistas fornecidas pelos gestos, pela entonação e pelos movimentos corporais. 
No processo de comunicação, 55% é linguagem corporal, 38% é entonação e 7% é verbal. 
Podemos afirmar que homem e mulher se comunicam em canais diferentes. O homem utiliza uma linguagem tópica e a mulher relacional. 
Tópica = assunto em questão – comunicação verbal – 7% 
Relacional = identidade - comunicação não verbal – 93% (é a mensagem que enviamos ao outro – benção ou maldição) 
Tiago 3.10 
De uma mesma boca procede bênção e maldição. Meus irmãos não convêm que isto se faça assim. 
Provérbios 18.21 
A morte e a vida estão no poder da língua; e aquele que a ama comerá do seu fruto.  
Exemplo: Quando uma mensagem relacional de desvalorização é transmitida. 
O caso da família num restaurante. (uma coisa foi à intenção do pai, também o que ele falou, outra coisa foi à mensagem que ele enviou ao filho) 
No processo de comunicação, 55% é linguagem corporal, 38% é entonação e 7% é verbal. 
Exemplo: 
O homem chega em casa depois de um dia estressante de trabalho e a mulher preparou sua refeição com todo o amor e dedicação. O homem se senta a mesa, arrumada com carinho e esforço, então depois das primeiras garfadas diz: Amor, esta uma delícia, só está um pouco salgada! 
Tópica = a comida esta um pouco salgada (assunto em questão) 
Relacional = o tempo que você gastou o carinho com que você preparou essa refeição, toda a arrumação que você fez não significam nada para mim (mensagem enviada). 
O homem geralmente se comunica topicamente, mas a mulher entende relacionalmente. O Homem defende o assunto em questão, enquanto a mulher o que entendeu emocionalmente. 
Ainda tem um tempero nessa mistura, a mulher entende relacionalmente (identidade, sentimentos), mas se expressa topicamente, isso é que gera grande conflito e a sensação de que os dois estão falando, mas nenhum se consegue fazer entender, uma vez que o homem não entende que gerou uma ferida emocional e a mulher não se expressa de maneira eficaz. 
Resolução do caso 
O que o homem deveria fazer? Que reação isso iria gerar em sua esposa? 

ALGUMAS DICAS PARA MELHORAR A COMUNICAÇÃO 
Entenda: temos percepções diferentes, cheque se você se fez entender. 
Separe: identidade do comportamento, o “ser” do “fazer”. Evite dizer, você é isso, ou aquilo, tente substituir por você esta assim ou assado. Palavras são sementes, lembre-se do princípio da semeadura. 
Gálatas 6.7 
Não erreis: Deus não se deixa escarnecer; porque tudo o que o homem semear, isso também ceifará.  
Conseqüências de não separar o “ser” (identidade) do “fazer” (comportamento): 
Você estará desonrando quando tentar corrigir o comportamento 
Você semeará na vida na vida das pessoas estas três coisas: 
Rebelião 
Rejeição a correção 
A honra provem do desempenho correto 
Aqui encontramos um grave problema espiritual na comunicação, palavras são sementes “Tudo aquilo que o homem plantar, isto também ceifará (Gálatas 6.7). 
A Bíblia diz: .” (Efésios 4.26). Também diz: “A ira do homem não opera a justiça de Deus”. (Tiago 1.20). 
A ira cega, da uma falsa sensação de justiça, de razão, até mesmo de superioridade. As piores coisas são feitas em momentos de ira, as piores palavras e, portanto, sementes são liberadas em momentos de ira, segue uma pergunta: Se a ira do homem não opera a justiça de Deus, quem se apropria dela? Quem zela para cumprir cada palavra que é liberada em momentos de ira? Quem age por direito legal para interferir em nossos relacionamentos para destruí-lo? 
Ouça – melhor é ouvir do que falar 
Curiosidade:Ouvimos 1/3 do que os outros falam 2/3 imaginamos reações, adivinhamos intenções. É a não comunicação / sucessão de mal entendidos 
Tiago 1.19 
Portanto, meus amados irmãos, todo o homem seja pronto para ouvir, tardio para falar, tardio para se irar.  
Tenha empatia: coloque-se no lugar do outro, procure sentir o que o outro sentiu. Para sentir é necessário conhecer. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário